• Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • +55 (91) 3241-9720

Diocese Anglicana da Amazônia

Seja bem-vindo

 
Saiba + Cânones +

DESTAQUES DIOCESANOS

“Passemos para

No dia 14 de outubro a Diocese Anglicana da Amazônia estará celebrando 10 anos de missão. É

Colóquio sobre a

Dia 10 de junho, das 09h às 18h, na Catedral Anglicana de Santa Maria, o SADD, Serviço Anglicano de

Mês Missionário

O mês de junho é o Mês Missionário para a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil. A data

Visita do Bispo

Estará visitando nossa capital entre os dias 20 e 23 de novembro o Bispo Primaz da Igreja Anglicana do

Carta de Agradecimento do Povo da Diocese Anglicana da Amazônia ao Bispo Dom Saulo e Família

No dia 15 de setembro de 2002, data em que estava sendo comemorado o “Dia de San Gennaro”, uma festa organizada pelos imigrantes italianos que fechavam com autorização da prefeitura de Belém e Igreja Anglicana, a avenida em frente à Catedral de Santa Maria, entre as avenidas Gentil Bittencourt e Conselheiro Furtado. Neste dia, chega a precursora do Bispo Saulo e família na Cidade de Belém do Pará, Miriam Barros, sua irmã que muito contribuiu apoiando o trabalho do casal na região. E no dia 16 de setembro, chegam a Belém, Revdo. Saulo Maurício de Barros, sua esposa Ruth Barros e filho, Thomas Barros. O Revdo. Saulo foi enviado pelo bispo Dom Glauco Soares de Lima, na época primaz da Igreja, para assumir o serviço pastoral na Amazônia.

Ele assumiu a paróquia de Santa Maria e logo se envolveu com o trabalho religioso e administrativo; organizou finanças; grupos de trabalhos e departamentos da igreja; realizou algumas edições do Curso Alpha, Encontro de Jovens com Cristo, e vários estudos sobre Anglicanismo. Posteriormente assumiu a função de Delegado Episcopal, com sua maneira pastoral de agir tornou as comunidades em uma igreja Unificada. Em 2006, foi criada a Diocese Anglicana da Amazônia no XXX Sínodo da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, em Curitiba, por unanimidade foi eleito o primeiro bispo desta Diocese.

Sobre o Bispo Saulo: homem ético, simples e amigo; não almejava o Episcopado, o assumiu por querer servir com amor – inspirado pelo Espírito Santo – a conduzir a tão jovem Diocese Anglicana do Brasil na Amazônia. Suas qualidades são tantas, mas uma se destaca: sua simplicidade e seu jeito bem nordestino de ser amazônida, abraçando nossa cultura, no jeito de ser paraense sem deixar de ser pernambucano. Seu Episcopado foi marcado por muitas conquistas e alegrias, promovendo e apoiando as frentes de missão em Gurupá – PA (Missão de São Pedro Pescador) e Ulianópolis – PA (Missão Divino Salvador). É um homem de Deus – não deixando de ser uma pessoa com defeitos e limitações – porém, reconhecendo-se frágil soube ser capaz de pedir perdão por suas dificuldades na missão como Diácono, Presbítero e Epíscopo.

Como anglicano, desde sua opção em fazer a caminhada seminarística, contribuiu com a educação teológica: como reverendo e bispo. Atualmente, constituiu na IEAB a Educação à Distância reunindo educadores anglicanos de várias partes do Brasil para acompanhar os educandos/as envolvendo o Centro de Estudos Anglicanos – CEA das três áreas e facilitando por meio cibernético e interativo as diferentes disciplinas para melhor formar nossa gente. Pensa a Igreja como um espaço não apenas inclusivo, mas também diverso, porém sempre respeitando os que pensam contrariamente às inovações e perspectivas de uma Igreja que está em constante reforma: agindo, assim, com bom senso e com prudência, pois a Igreja não é uma ideologia, mas uma Comunhão de diversas opiniões e maneiras de viver a fé em Jesus Cristo.

Com sua mestria teológica e histórica da Igreja Anglicana, passou conhecimentos para leigos e clero, fortalecendo a base teórico-histórico da igreja e a leitura do evangelho à luz da razão. Recebeu o Brasão de Armas de Belém, em solenidade na Câmara Municipal. Ganhou título de Doutor Honoris Causa da Universidade de Huron em London/Toronto, Canadá; e através dele a cidade receberá uma escultura denominada “Jesus Sem Teto”, presente do artista canadense Timothy Schmalz, que ficará em praça pública aos cuidados da Prefeitura. Seus títulos em parte é um reconhecimento de sua contribuição na Missão de Jesus Cristo, sua marca da Missão Episcopal será o seu jeito, íntegro, humano e ético a serviço da Igreja.

Sua esposa, Ruth Barros, intensificou os trabalhos sociais: música, bordado, bijuterias, conseguiu apoio para mudar equipamentos de som em todas as comunidades e doações para pequenas reformas na comunidade de São José das Pedras; nos últimos três anos tem recebido apoio da USPG e mais recente parceria com o SADD, pequenos valores com comunidades da Inglaterra e também de sua família, para o “Curso de Formação de Educadores Populares na Amazônia”. Sua afeição à obra religiosa é notória no grupo de música da Igreja, apesar de ter perdido um pulmão, sua dedicação no louvor da catedral é desenvolvida com fidelidade e amor. Obrigada querida Ruth por sua doação plena em todas as atividades da Diocese. Sentiremos muitíssimo a sua falta.

Dom Saulo, a Igreja da Diocese Anglicana da Amazônia lhe agradece por sua dedicação, por seu amor e por seu trabalho nesses mais de quinze anos no exercício do ministério ordenado como presbítero e como bispo em nossa região. Esta mesma Igreja lhe pede desculpas por não ter lhe ajudado como deveria e não ter abraçado com paixão o mesmo que lhe inspirou em amar e abraçar os projetos que nos fora apresentado. Essa mesma Igreja também lhe perdoa, pois reconhece seus dons e seu amor por Jesus Cristo, mas sabe também de suas limitações neste ministério. Sua história, porém, é marcada por muitas luzes, pois no decorrer de seus trabalhos a centralidade sempre foi o projeto de Jesus Cristo e não seus projetos pessoais. A marca de seu ministério na Igreja Anglicana da Amazônia é reconhecida por nós e também por outras comunidades cristãs do movimento ecumênico que nesses longos anos fizeram – e fazem! – parte de nossos encontros fraternos, partilhas e lutas.

E, ainda, lembrando as palavras do Apóstolo Paulo: “Portanto, ponde-vos de pé e cingi os rins com a verdade e revesti-vos da couraça da justiça e calçai os pés com o zelo para – continuar! – a propagar o Evangelho da paz, empunhando sempre o escudo da fé, com o qual podereis extinguir os dardos inflamados do maligno. E tomai o capacete da salvação e a espada do Espírito que é a Palavra de Deus” (Efésios 6:14-17); que seu “novo jeito de caminhar” seja seguindo os passos de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Dom Saulo, Ruth e Thomas: Muito obrigado! Que Deus lhes abençoe e os acompanhe!

Advento do Senhor 2017, na Celebração do Natal Diocesano

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Entre em contato conosco

 
Av. Serzedelo Corrêa, 514.
Batista Campos, CEP: 66.023-265
Belém/Pará/Brasil.
Email: contato@dioceseamazonia.org.br   
Telefone: +55 (91)3241-9720

Momento Orante

 
Percebemos hoje em dia uma busca a simplicidade da oração, as pessoas já não estão mais satisfeitas com orações burocratizadas e intelectualizadas.

Livro de Oração Comum

 
Em nossas mãos o instrumento de nossas orações...Nossa Igreja no Brasil publicou recentemente o Novo Livro de Oração Comum, carinhosamente chamado...
[+] Continue lendo...